Uma dúvida muito comum na hora de comprar suprimentos para impressão, é sobre a quantidade de ribbon necessária para que não haja desperdício ou sobras. Afinal, isso faz a diferença no fim do mês, inclusive, nas finanças de qualquer empresa.

Para que seja possível o aproveitamento de todo o material, você pode fazer um cálculo e descobrir a quantidade de ribbon certa para o consumo total da etiqueta. Por isso, preparamos este artigo, para ajudá-lo a fazer esse planejamento corretamente. Confira!

Qual é a medida dos ribbons?

Primeiramente, saiba que, assim como existem as de resina, de cera e mista, as fitas de transferência térmica possuem duas medidas. Elas são indispensáveis para determinar a quantidade de ribbons. Veja os exemplos, a seguir:

  • 051 x 360;
  • 110 x 91;
  • 110 x 74;
  • 089 x 450.

O valor da esquerda corresponde à largura do ribbon e é determinado em milímetros. Na maioria das vezes, tem a medida de 110 mm. Já o número da direita, corresponde ao comprimento, ou seja, significa o tamanho total da fita e é especificado em metros.

Visto isso, agora vamos mostrar como saber a quantidade ideal de ribbon para evitar o desperdício na sua empresa.

Como calcular a quantidade de ribbon para o consumo total?

Para saber com precisão qual a quantidade de ribbon e ter o consumo total da etiqueta, basta fazer operações básicas de matemática. Como mostramos acima, há duas medidas para saber o tamanho da fita de transferência térmica. Porém, para o nosso cálculo, você deverá utilizar o valor correspondente à dimensão completa do material. Ou seja, o que está no lado direito.

Porém, esse número é correspondente a metros. Então, para facilitar ainda mais a nossa operação, transformaremos a medida em milímetros. Vamos pegar um ribbon de 110 x 91 para exemplificar.

1 m = 1.000 mm

Logo:

91 x 1.000 = 91.000 mm

Para poder efetuar o cálculo, é preciso identificar qual é a altura exata da etiqueta que será impressa. Depois, deve-se utilizar o comprimento da etiqueta acrescido do espaço entre uma e outra, que, normalmente, é de 3 mm. Então, para efetuar a soma, vamos usar o exemplo de uma etiqueta de 80 mm x 40 mm. Sendo assim, 40 mm + 3 mm é igual a 43 mm. Feito isso, pegue o valor do comprimento da fita de transferência e divida pela altura da etiqueta (já adicionando o espaço entre elas).

Dessa forma, aplicando nossos exemplos, a conta será da seguinte maneira:

91.000 / 43 = 2.116

Ou seja, um ribbon de 91 metros, poderá imprimir 2.116 etiquetas. Esse foi o cálculo para apenas uma por coluna. Se o rolo permitir a impressão lado a lado, basta multiplicar o resultado pelo número das fileiras. Utilizando o exemplo, para rolos com 3 colunas, você obterá 6.348 etiquetas.

Agora, para saber se a quantidade de ribbon é suficiente para imprimir o número de etiquetas que você precisa, a fórmula também é fácil. Basta dividir a quantidade que necessita pelo número de impressões. Supondo que você precise imprimir 40.000 etiquetas, utilizando a equação abaixo, perceberá que serão necessários 19,12 ribbons de 90 m.

40.000 / 2.116 = 18,90

Como mencionamos, e você pôde confirmar lendo este artigo, não é difícil saber a quantidade de ribbon para o consumo total de etiquetas. Então, se ainda não utiliza esses cálculos, comece hoje mesmo a fazê-los e, assim, evite o desperdício em sua empresa. Não se esqueça de utilizar uma fita de transferência de qualidade, como as encontradas na IIMAK.

Quer saber mais sobre impressões térmicas e ribbons? Então, continue acompanhando o nosso blog.