A qualidade de uma etiqueta está ligada às particularidades do ribbon utilizado na impressão. Isso porque inscrições que não suportam as condições a que ela é exposta não cumprem com a sua função informativa. Por isso, é essencial escolher o produto correto. No artigo de hoje, falaremos sobre a diferença da qualidade premium e standard nos ribbons de resina. Boa leitura!

Quando usar o ribbon de resina?

O ribbon de cera tem um ótimo custo-benefício e é utilizado em produções com grande volume e rapidez de impressão, como os códigos de barras simples. Porém, não é resistente à altas temperaturas e atrito. Além disso, é usado em substratos como papel couchê ou cartão. Isso mostra que as informações não precisam de tanta durabilidade.

Logo, quando é essencial que os dados impressos não se percam, os ribbons de resina são os mais indicados. A resina do ribbon também suporta contato com produtos químicos, altas e baixas temperaturas, lavagem doméstica, industrial e atrito. Para acompanhar a conservação dos dados, as bases mais empregadas são os materiais fílmicos, como o bopp (película de polipropileno biorientada) e poliéster.

Existem momentos em que é imprescindível o uso de um ribbon com qualidade superior. Então, quando não se pode correr quaisquer riscos de perda de informação, os ribbons de resina premium são os mais indicados.

Dessa maneira, há setores que fazem uso intensivo do ribbon de resina premium. São exemplos disso as indústrias química, eletrônica, automotiva e frigoríficos. Sob o mesmo ponto de vista, os laboratórios e hospitais não podem abrir mão de qualidade e resistência na impressão. Isso porque ocorrem sérios problemas se acontecer perda de informação.

Qual a diferença entre os ribbons de resina premium e standard?

De modo geral, os dois produtos oferecem impressão com altíssima qualidade. Contudo, os ribbons de resina premium contam com uma concentração maior do componente, se comparados à versão standard. Isso quer dizer que ele se torna ainda mais resistente.

Além disso, outra característica relevante é o backcoat. Com ele, há uma proteção do cabeçote da impressora, o que ajuda a proteger o equipamento e proporciona mais qualidade à impressão. Ademais, o produto standard exige mais do dispositivo para conseguir um resultado superior. Isso significa que essa combinação pode diminuir a vida útil do equipamento.

Com todas essas características, o produto premium tem um custo maior. Porém, ele é a melhor alternativa quando não se pode correr o risco de perda de informação. Assim, é importante levar em conta as propriedades e necessidades específicas de desempenho de cada reprodução. Escolher pelo preço não é a melhor decisão. Logo, aplicações com qualidade superior precisam de produtos premium!

Isso quer dizer que os ribbons premium de resina são melhores que os outros tipos?

Não necessariamente! Essa decisão depende dos objetivos e condições apontadas neste texto, o que define o tipo de ribbon é sempre a aplicação. Os ribbons de cera também fazem impressão com alta qualidade. Inclusive, esse tipo oferece produção veloz e resistência a borrões, além de prolongar a vida útil da impressora, se comparado ao de resina. Usar o produto de resina quando a melhor saída seria o de cera pode encarecer a produção sem chegar ao resultado esperado.

Escolher as versões de cera quando, na verdade, a opção correta seria os ribbons premium de resina pode causar erros de reprodução e perda de informação. Temperatura, produto danificado, baixa velocidade de reprodução e falta de limpeza igualmente ocasionam problemas. Para não errar, leia o artigo e conheça as razões de falha de impressão e saiba como evitá-las!