Muitos usuários de impressora térmica desconhecem o papel do ribbon para a economia. Também chamado de TTR (Thermal Transfer Ribbon), ele é um dos principais componentes usados na impressão por transferência térmica.

Esses dispositivos foram criados para promover mais agilidade, economia e qualidade na impressão de etiquetas e códigos de barras. Por isso, neste conteúdo você vai entender melhor qual o papel do ribbon na economia, mas antes, vamos explicar quando e como ele surgiu. Confira!

Conheça como surgiu e a importância do ribbon

A história do ribbon está atrelada à da impressora de transferência térmica. A primeira impressora da história, que funcionava com jato de tinta, foi criada em 1938 e a de transferência térmica surgiu somente em 1981. Essa nova versão era mais rápida, econômica e silenciosa, conquistando todo o mercado empresarial.

Os dispositivos pioneiros imprimiam até 24 caracteres e, para funcionar, precisavam de bobina de papel térmico de até 58 mm de largura. A partir daí, as impressoras evoluíram e as bobinas deram lugares aos ribbons.

Este é um método de impressão digital para dados variáveis, como códigos de barras, datas de validade, entre outras aplicações. Desde o começo dos anos 2000, é possível fazer impressão térmica com até duas cores.

A impressão com ribbonsé utilizada em quase todos os tipos de negócios. Eles são utilizados nas indústrias de transformação, agricultura, comércio, indústria química, setor alimentício, têxtil, tecnológico, entre outros.

Dessa forma, o papel do ribbon é muito importante na economia mundial. Na sequência, você confere os seus benefícios!

Benefícios do ribbon para a economia

A utilização do ribbon traz algumas vantagens para as empresas e, consequentemente, para a economia. O primeiro deles é sua versatilidade, podendo ser utilizado em diversos segmentos e em várias aplicações. Isso porque eles podem ser utilizados para a impressão de materiais, tais como:

  • etiquetas de identificação em plantações;
  • etiquetas de rastreio de encomendas;
  • etiquetas de composição de roupas;
  • processos de industrialização;
  • etiquetas de gôndolas;
  • datas de validade;
  • código de barras.

Outro papel de destaque do ribbon é que sem ele não seria possível produzir rótulos e etiquetas de alguns produtos. Afinal, ficaria inviável o seu desenvolvimento, devido ao aumento do valor de sua produção. Isso porque, diferente de outras impressoras, como laser e jato de tinta, a de transferência térmica não utiliza cartuchos e toners, apenas o ribbon. Assim, há uma maior economia.

No caso do uso do ribbon, as impressões são mais resistentes que as normais. Essa opção propicia também baixa manutenção, rapidez, silêncio e velocidade na hora da impressão. Dessa forma, oferece mais agilidade e automação comercial às empresas.

Portanto, podemos perceber que o papel do ribbon na economia vai bem além do que imaginamos. Esses produtos são extremamente estratégicos para diversas empresas, impactando negativamente vários setores caso eles não existissem.

Inclusive, alguns setores da indústria possuem regras no que diz respeito às embalagens e etiquetagem, como no caso do setor têxtil. Para entender melhor, confira o artigo Regulamento Técnico do Mercosul e conheça as principais determinações.