As fitas de transferência são usadas para as impressoras térmicas e variam com base nas superfícies de reprodução. Dentro desses tipos, encontramos o ribbon de cera e cera premium, que se diferenciam a partir do seu desempenho.

É essa variedade que pode gerar algumas dúvidas dos consumidores, na hora de escolher a formulação ideal. Se você quer saber mais sobre as características de cada um, continue lendo esse texto e saiba qual deles escolher.

O que é um ribbon de cera e de cera premium?

A fita de transferência (TTR) pode ser revestida de três materiais, como cera, resina ou um misto dos dois componentes. O que diferencia cada um deles é o material em que a impressão será realizada. O ribbon de cera tem a melhor condição de derretimento, pois requer uma temperatura mais baixa para fazer as reproduções.

Nessa categoria, podemos identificar a variedade standard, que é a padrão, e a premium, com uma qualidade superior. O primeiro tipo é ideal para aplicações de velocidade até 8” IPS (polegadas por segundo). Já a segunda pode ser feita até 12” IPS. Dessa forma, percebemos que a diferença está relacionada à performance de cada uma no momento de fazer a reprodução.

Quando devo usar esses ribbons?

Esses ribbons são indicados para a reprodução em materiais porosos, como o Papel Couchê, pois essas superfícies oferecem uma excelente área de cobertura. Dessa forma, a fita de transferência é utilizada para a tiragem das seguintes etiquetas:

  • para embalagens que sofrem pouco atrito;
  • de preço nas gôndolas do mercado;
  • em papel adesivo.

São recomendados para as impressões em preto, pois as duas fitas produzem um ótimo contraste da cor com o material. Dessa forma, os códigos dos produtos são lidos com mais facilidade pelas leitoras.

Quais as vantagens de usar esses dois ribbons?

As TTR cera standard e premium oferecem vantagens, que vão além de usar temperaturas baixas e alta velocidade para as reproduções. Separamos uma lista com os pontos positivos:

  • fórmulas antiestáticas (impedem ou limitam a formação da eletricidade estática) em suas composições, que são ideais para as etiquetas RFID;
  • ideais para aplicações em etiquetas porosas, como o Papel Couchê e o Cartão;
  • as reproduções podem ser feitas com alta qualidade e velocidade;
  • oferecem um alto nível de contraste da cor preta;
  • os equipamentos têm vida útil maior.

Existe alguma desvantagem entre essas duas opções?

Apesar de todos esses pontos positivos, esse ribbon tem algumas contraindicações:

  • não é indicado para etiquetas plásticas, como o BOPP (Polipropileno Biorientado) e o Poliéster;
  • tem uma aderência menor às superfícies lisas e pode borrar se for esfregado;
  • não é resistente às variações de temperaturas, umidade e atrito.

Essas fitas já são conhecidas por quem precisa de reproduções de etiquetas de alta qualidade e em um prazo menor. Para escolher entre o ribbon de cera e cera premium, é importante saber em qual material a etiqueta será feita. Já sabe qual desses ribbons você precisa? Entre em contato com a gente e solicite um orçamento.