Ao gerir uma empresa, é normal que os empreendedores pensem na redução dos custos e aumento dos lucros. Com isso, muitos deles acabam escolhendo produtos apenas pelo preço. Porém, fazer essa troca com os artigos de impressão por transferência térmica, sem considerar a qualidade do ribbon, pode sair caro. Leia o artigo de hoje e entenda as razões para isso!

Entenda por que a qualidade do ribbon deve ser levada em conta em oposição ao preço

Primeiramente, é possível responder à pergunta do título deste artigo com uma única palavra: não! O preço nunca deve ser o fator principal ao escolher um ribbon. A qualidade dele deve ser o aspecto mais importante. A razão para isso é que, nesse caso, o barato vai sair caro. Continue a leitura e saiba por quê!

Cada tipo de ribbon tem um uso

A primeira comparação feita é a dos preços entre tipos de ribbon. O de cera, por exemplo, é mais barato que o de resina. Contudo, não quer dizer que a troca pelo que tem custo mais baixo deva ser feita. Isso porque eles servem a objetivos diferentes. A impressão com resina é mais resistente que a feita com cera. Por isso, ela é muito usada em hospitais e laboratórios, locais que não podem correr o risco de perder informação nas etiquetas.

Em contrapartida, não faz sentido usar a resina quando a melhor escolha é a cera. O motivo é que o produto mais resistente não é adequado para impressão em alta velocidade e quantidade.

É preciso escolher fornecedores de confiança

Outra saída que os empreendedores procuram para economizar na compra de ribbon é a busca pelo fornecedor mais barato. Entretanto, não existe garantia que esse produto será de qualidade. É melhor comprar daqueles que são de confiança, certificados e com boa reputação no mercado.

Saiba o que acontece quando empresas escolhem ribbon somente pelo preço

Já falamos das razões para escolher o ribbon pela qualidade e não pelo preço. Agora, apresentaremos alguns exemplos do que pode acontecer com a substituição pelos motivos errados!

Falha na impressão

O primeiro problema percebido com a troca do ribbon quando se leva em conta apenas o preço é a impressão com falhas. Isso porque o produto mais barato pode não ser de qualidade e isso afeta diretamente a reprodução.

Além disso, mesmo quando o produto é bom, mas não é da categoria correta, há imperfeições. Veja alguns problemas que costumam aparecer:

  • ruptura do ribbon;
  • imagem borrada;
  • cobertura falha.

Aumento dos custos

Ironicamente, não levar em conta a qualidade do ribbon aumenta os custos. A razão para isso é que será necessário investir na compra de novos ribbons e outros suprimentos para substituir os baratos e sem qualidade. Refazer o trabalho gera gastos desnecessários de material, energia e equipamentos.

Mais manutenções na impressora

As impressoras por transferência térmica também são prejudicadas quando a qualidade do ribbon não é levada em conta. Nessas condições, o cabeçote, por exemplo, acumula sujeira e danifica a impressora. Com isso, precisam de manutenção e reposição de peças antes do esperado.

Como dissemos, não vale a pena abrir mão da qualidade do ribbon para economizar. Isso porque essa atitude trará mais gastos futuros. Assim, a economia não se justifica. Se esse assunto é do seu interesse, leia o nosso artigo sobre o papel do ribbon nesse contexto!